A T I V I D A D E S

Atividades desenvolvidas pela equipe técnica da São Lucas.
Atendimento educacional especializado, atendimento clínico e insersão ao mercado de trabalho.

Clique nas opções a seguir para ver detalhes:

1 - SOLICITAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL – criança de 0 (zero) a 03 (três) anos de idade.

Objetivo – O programa tem por objetivo uma intervenção preventiva junto às crianças oferecendo-lhes conflitos e facilitando adaptações desafiadoras, por meio de solicitações desafiadoras que promovam o desenvolvimento global de crianças desde o nascimento.

Na criança que apresenta atrasos no seu desenvolvimento (cognitivo, afetivo, social, perceptivo-motor, entre outros), as adaptações iniciais ficam prejudicadas pela própria dificuldade da criança em explorar o meio ao seu redor, ou seja, pela própria dificuldade da criança em exercitar o seu funcionamento biológico. Neste sentido, é importante e necessário que a criança receba uma intervenção especializada, de modo, a favorecer o seu desenvolvimento global, solicitando o máximo as suas possibilidades de interação com o meio ao redor.

Nessa intervenção especializada pretende-se envolver profissionais de diferentes áreas tais como médico, psicólogo, pedagogo, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, atuando em conjunto, solicitando simultaneamente um grupo de crianças, num mesmo espaço físico, que pode ser a sala de atendimento, área externa, parques, etc. Cada um desses profissionais atua junto à criança de acordo com sua especialidade sem perder a visão holística da criança, porém, solicitando a criança nos aspectos mais relacionados a sua área de atuação.

É uma atuação interdisciplinar e transdisciplinar.

Número de participantes - 05 (cinco) crianças por grupo.
Número de atendidos – 05 crianças
Número de atendimentos – 20 atendimentos

  • Atendimento semanal com duração de 60`.

Profissionais responsáveis – equipe transdisciplinar – fonoaudióloga; psicóloga; fisioterapeuta.

Atendimento aos pais/famílias

  • Reuniões bimestrais com os pais e demais familiares.

 

2 - APRENDENDO A CRESCER - atendimento as crianças de 4 a 7 anos de idade

Um programa nessa fase de desenvolvimento deve dar continuidade ao trabalho desenvolvido no programa anterior.

Esse programa tem por objetivo a solicitação do desenvolvimento infantil (4 a 7 anos), levando em consideração os aspectos cognitivo, afetivo, físico, perceptivo-motor e social, criando ações significativas que promovam o desenvolvimento adequado das crianças em atendimento.

As mesmas considerações realizadas no programa anterior envolvendo a equipe multidisciplinar que devem atuar de maneira interdisciplinar e transdisciplinar devem também, neste programa ser levadas em conta, tal como a ênfase nas relações interpessoais.

Número de participantes - 08 (oito) crianças por grupo.
Número de atendidos – 7 crianças
Número de atendimentos – 28 atendimentos

  • Atendimento semanal com 60' de duração.

Profissionais responsáveis – equipe transdisciplinar fonoaudióloga; psicóloga; fisioterapeuta; educador físico, psicopedagoga.

Atendimento aos pais/famílias

  • Reuniões bimestrais com os pais e demais familiares.

 

3 - ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO AS CRIANÇAS COM DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM – crianças com idade entre 7 a 10 anos – 1°.ciclo.
4 - ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO A ADOLESCENTES COM DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM – adolescente com idade entre 11 a 15 anos – 2°.ciclo.

Profissional responsável: Psicóloga com especialização em Psicopedagogia

Objetivo

a) Aspecto Cognitivo

O programa tem por objetivo favorecer a construção do sistema alfabético de escrita, discutindo o papel da língua escrita na comunicação social, sendo uma das formas de linguagem, mais utilizada na atualidade, ao lado da linguagem oral. Para tanto, são consideradas as concepções da criança sobre a leitura e a escrita e a vivência de diferente situações de produção, interpretação e análise de textos de diversos tipos, tais como orais, escritos, descritivos, narrativos, poéticos, jornalísticos, publicitário, entre outros, de modo a evidenciar que a escrita permite comunicar idéias, sentimentos, relações observadas pode divertir ou provocar sofrimentos, expressar desejos, organizar a vida, documentar acontecimentos pessoais e sociais, permanecendo no tempo, levando a desconhecidos e a gerações futuras nossas mensagens.

Dessa forma faz parte do programa de atendimento psicopedagógico das dificuldades de aprendizagem:

Conhecer concepções da criança sobre a leitura e a escrita, desestabilizando-as, provocando conflitos e promovendo avanços significativos;

Contextualizar para as crianças a escrita em um universo de significados sociais e pessoais;

Promover uma redefinição dos conceitos relativos ao ensino da leitura e da escrita;

Explorar recursos diversificados para produção, interpretação e análise de textos da diferentes estilos;

Relacionar a leitura e a escrita a outros acontecimentos.

O programa também visa o desenvolvimento do raciocínio lógico matemático, favorecendo a criança a construção do sistema de numeração decimal, através de jogos e brincadeiras que possibilitem a compreensão das operações aritméticas respeitando as possibilidades das crianças.

b) Aspecto Afetivo

Além disso, o programa visa atender a dimensão afetiva do processo ensino-aprendizagem , considerando que para uma aprendizagem significativa estão intimamente relacionados os aspectos: afetivo e o cognitivo. Dessa forma, são introduzidos nos atendimentos os Contos de Fada para favorecer o desenvolvimento afetivo da criança, permitindo-lhe a aquisição da criança em si e nos outros a valorizar-se positivamente.

O programa visa proporcionar as crianças com dificuldades de aprendizagem vias adequadas para expressão de necessidades do mundo interno (fantasias, desejos, sentimentos, pensamentos, expectativas) mediante a oportunidade de ouvir narrativas de contos de fada e identificar-se com heróis e personagens desses contos, representando plasticamente os aspectos do conto com os quais se identificaram, estabelecendo uma conexão entre o conto de fada e sua vida pessoal, em casa ou na escola.

Visa, também, desenvolver na criança/adolescente o prazer de ouvir – por meio da escuta de um conto, permitir que a criança e o jovem relacionem o sentimento que têm quando da escuta da história com a estabilização posterior desses afetos por meio da verbalização; fazendo com que a criança e o jovem adquiram uma facilidade relacional e corporal em suas relações com outros através de atividades de expressão lúdica em torno do conto.

Além de desenvolver o desejo e o prazer de ler contos, apoiando-se nesse desejo para resolver certas dificuldades não resolvidas pela aprendizagem em aula.

Número de participantes – Máximo de (08) oito participantes agrupadas de acordo com a idade cronológica (7 a 10 anos de idade) e (11 a 15 anos de idade).
Número de crianças atendidas/beneficiadas: 65 crianças
Número de atendimentos: 260 atendimentos

  • Atendimento semanal com duração de 60 minutos. Um atendimento voltado à solicitação do raciocínio lógico matemático e a construção alfabético do sistema de escrita, de acordo com a teoria de Piaget e as teoria de Emília Ferreiro e Ana Teberosky ; e outro atendimento voltado ao desenvolvimento afetivo, com narrativa de contos de fadas e posterior vivências dessas narrativas, de acordo com a Psicologia Analítica de Carl Gustav Jung.

Atendimento aos pais/famílias

  • Reuniões bimestrais com os pais e demais familiares, com o objetivo de realizar as orientações adequadas, sanar dúvidas, promover dinâmicas de grupo (narrativa de contos de fadas). Discutir textos específicos preparados a priori e com objetivo determinado.

 

5 - PSICOTERAPIA INFANTIL

Profissional responsável: Psicóloga com especialização em Educação Especial

Objetivo: atender crianças oferecendo suporte sócio-afetivo.

Número de atendidos: 33 crianças
Número de atendimentos: 132 atendimentos

  • Atendimento semanal com duração de 60’.

Reuniões bimestrais com pais/responsáveis

6 - PSICOTERPIA DE ADOLESCENTE/ADULTO

Profissional responsável: Psicóloga com especialização em Educação Especial

Objetivo: atender adolescentes/adultos favorecendo o desenvolvimento sócio-afetivo.
Número de atendidos: 14 pessoas
Número de atendimentos: 56 atendimentos

  • Atendimento semanal com duração de 60’.

Reuniões bimestrais com pais/responsáveis.

 

7 - APRENDENDO A VIVER, FAZER CONVIVER E SER – Atendimento a jovens e adultos.

Profissional responsável: Pedagoga com especialização em Educação Especial

Objetivo: O programa visa oferecer oportunidades de trabalho em grupo, atividades cooperativas discussão e trocas de idéias sobre temas interessantes desenvolver habilidades sociais, motoras, intelectuais, afetivas, de organização e de expressão por meio de diversos recursos lingüísticos e não lingüísticos.

Número de participantes 12 jovens/adultos
Número de atendimentos – 48 atendimentos

  • Atendimento semanal com duração de 60’.

Atendimento aos pais/famílias

  • Reuniões bimestrais com os pais e demais familiares – com o objetivo de realizar as orientações adequadas sanar dúvidas, promover dinâmicas e/ou discutir pequenos textos preparados e priori e com objetivos definidos.

 

8 - APOIO ESPECIALIZADO A CEGOS – BRALLE

Profissional Responsável: Professora com especialização em Braile

Objetivo: Ensinar BRAILLE e SOROBAN para pessoas com visão subnormal ou cegas.
* O grupo está composto por 37 pessoas DV ou com VSN; presentes na Entidade 3 vezes na semana.
Número de atendimentos: 320 atendimentos

* Na 2ª. feira – o trabalho envolve atividades livres: tocar violão, jogar diferentes tipos de jogos, conversar sobre suas dificuldades/problemas, trocar idéias – também  locomoção individual.
* Nas 3ª. e 6as. feiras –  alfabetização/braile (escrita e leitura) e a matemática/sorobam (adição/subtração)
* Na 4ª. Feira – Estimulação e AVD

* Na 5ª. feira, a profissional realiza apoio aqueles que estão nas escolas – ensino regular ou fazendo supletivo. Auxilia nos exercícios e provas (passa em braile e transcreve em tinta – português – para a professora da escola regular/supletivo/EJA corrigir).

OUTROS SERVIÇOS
* Apoio às escolas particulares que incluem crianças cegas – material escolar – livros exercícios – braille.

 

9 - FONOAUDIOLOGIA

Profissional responsável: Fonoaudióloga com especialização em Linguagem

Objetivo:

  • atender crianças/adolescentes favorecendo o desenvolvimento adequado da linguagem.
  • ensinar LIBRAS para crianças e adolescentes surdos.

Número de beneficiados: 25 crianças/adolescentes
Número de atendimentos: 100 atendimentos

Atendimento semanal com duração de 60’.

Reuniões bimestrais com pais/responsáveis

OUTROS SERVIÇOS:

* AVALIAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA 

 

10 - Apoio especializado a surdo – Ensino de LIBRAS

Profissional Responsável: fonoaudióloga e psicopedagoga

Objetivo: Ensinar LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais

Número de beneficiados: 2 pessoas
Número de atendimentos: 6 atendimentos
Atendimento semanal com duração de 60’
Reuniões bimestrais com pais/responsáveis.

 

11 - FISIOTERAPIA

Profissional responsável: Fisioterapeuta

Objetivo: atender crianças, adolescente e adultos, oferecendo atendimento fisioterápico.

Número de beneficiados: 46 pessoas
Número de atendimentos: 184 atendimentos

Atendimento semanal com 60’ de duração.

Reuniões bimestrais com pais e responsáveis

 

12 - ORIENTAÇÃO FAMILIAR

Profissional responsável: Psicóloga

Objetivo: orientação psicológica as famílias dos atendidos da ABSL.

  • Número de beneficiados: 14 participantes
  • Número de atendimentos: 56 atendimentos
  • Atendimento quinzenal com 60’ de duração.

 

13 - BRINQUEDOTECA (crianças e adolescentes) – individual ou grupal

Objetivo:

  • Proporcionar momentos de lazer e diversão que auxiliem no ensino e aprendizado das crianças/adolescentes.
  • Garantir um ambiente prazeroso com acervo de brinquedos e jogos adequados ao nível de desenvolvimento da criança/adolescente.
  • Favorecer a prática de jogos e brincadeiras em grupos, propiciando o desenvolvimento da criatividade, afetividade, motricidade, a inteligência e a sensibilidade.
  • Garantir espaço para a expressão das potencialidades, das necessidades e das preferências pessoais.

Número de participantes: 116 participantes
Número de atendimentos: 116 atendimentos

 

14 - INFORMÁTICA ADAPTADA

Objetivo:

  • Explorar habilidades – recursos de acessibilidade.
  • Desenvolver atenção, concentração e percepção.
  • Estimular o raciocínio lógico.
  • Utilizar a informática como recurso didático no processo ensino-aprendizagem.
  • Aprimorar o processo de construção do conhecimento, estimulando a pesquisa, a criatividade, a capacidade crítica e o pensamento lógico.
  • Desenvolver a capacidade de cooperação, participação e autonomia.

Número de participantes: 124 participantes
Número de atendimentos: 124 atendimentos

15 - Educação Física Adaptada

Profissional responsável: professor de Educação Física com especialização em Educação

Objetivo:

  • Utilizar dos recursos da educação física para o desenvolvimento cognitivo, afetivo, social e motor de crianças, adolescentes e adultos com necessidades especiais.

Número de participantes: 42 participantes

NATAÇÃO

Número de participantes: 7 participantes
Número de atendimentos: 58 atendimentos

Atendimento semanal com duração de 60’.

16 - Oficina de Música e Artes

Profissional responsável: professora especializada

Objetivo:

  • Favorecer o desenvolvimento cognitivo, afetivo, social e motor por meio da música e da arte.
  • Número de participantes: 20 pessoas
  • Número de atendimentos: 63 atendimentos

Atendimento semanal com duração de 60’.

17 - MUSICOTERAPIA

Profissional responsável: Musicoterapeuta
Objetivo:

  • Favorecer o desenvolvimento cognitivo, afetivo, social e motor por meio da música.
  • Número de participantes: 12
  • Número de atendimentos: 46 atendimentos

18 - TERAPIA OCUPACIONAL

Profissional responsável: Terapeuta Ocupacional

Objetivo:

  • Favorecer o desenvolvimento global de pessoas com necessidades especiais, utilizando-se de oficinas terapêuticas, como recurso expressivo.
  • Número de participantes: 18
  • Número de atendimentos: 72 atendimentos
19 - INCLUSÃO ESCOLAR – ACESSO DAS CRIANÇAS DEFICIENTES AS REDES REGULARES DE ENSINO – Orientação às escolas quanto à inclusão de crianças atendidas na ABSL.

Periodicidade – mensal – rodízio entre as profissionais (psicólogo, psicopedagogo, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, etc.).

 

20 - GRUPO DE ESTUDO

5ª. feira – das 19:00h. às 21:00h.
6ª. Feira – das 16:00h. às 18:00h.

  • A equipe reúne-se, semanalmente, para a discussão de textos referentes à teoria piagetiana e demais assuntos de interesse. * A equipe reúne-se, mensalmente, para estudo de textos referentes a educação inclusiva.

Total dos atendimentos: 1616 atendimentos/mês

BRINQUEDOTECA: 116 INFORMÁTICA ADAPTADA: 124 Total geral: 1856 atendimentos mês

OUTROS SERVIÇOS DA ABSL:

BIBLIO/AUDIO E VIDEOTECA – a Associação possui uma áudio/biblio e videoteca com materiais específicos para as várias deficiências e outros de interesse comum que estão disponíveis para a comunidade

BANCO DE EMPRÉSTIMO – A finalidade é disponibilizar para a comunidade carente órteses e ou próteses em título de empréstimo ou doação. Recursos materiais: vaporizador/inalador/aspirador, bengala , andador,cadeira de banho, cadeira de rodas, muletas, etc.

ATENDIMENTO MÉDICO ODONTOLÓGICO – Tem por objetivo proporcionar atendimento especializado a pessoas portadora de necessidade especial possibilitando acesso a equipe multiprofissional.

Através de atendimentos na sede ou em parcerias com médicos e dentistas da comunidade. Especialidades: Neurologia, ortopedia,oftalmologia,nefrologia, pediatria,urologia, angiologia e cirurgia vascular, cirurgia geral, otorrinolaringologia, ginecologia, dentista.
Observação: No mês de maio a ABSL começou a oferecer os seguintes atendimentos clínicos especializados:

Início Voltar

 

Conheça:

Ser diferente é legal!

"SEJA UM ASSOCIADO", Apoie essa causa!